outubro 27, 2012

Sabemos que ela não faria nada por nós. Que não nos ama, não nos protege, não pergunta como correu o nosso dia, não nós manda mensagem de bom dia, nem de boa noite, não nos chama de anjo nem de amor e mesmo assim fazemos tudo por ela. A pessoa some sem avisar e volta passados meses, como se nada fosse. Ela sabe que nos tem, quer de mão fechada ou aberta, porque nós não somos capazes de descolar. Ela não procura o nosso carinho nem conforto, quer-nos vazios de tudo: de afeto, de saudade, de nós. Ensinaram-nos que precisamos de amor. Disseram-nos que certas coisas só devemos oferecer a quem nos sabe amar e que certas pessoas são erradas; possuem culpa e enganos. O que não nos ensinaram foi que por vezes é mais difícil ser racional que ser emocional. A pessoa não merece nem segunda oportunidade e nós damos segunda, terceira, quarta, damos as que forem preciso, porque a voz da razão é abafada pelos sentimentos e pelo desejo na altura em que é preciso dizer não e virar costas.


6 comentários:

Aurora disse...

Mas isso dói e eu não era capaz de o viver. Beijinhos <3

Aurora disse...

Obrigada pelas palavras docinho <3

Mary Jane disse...

mesmo!

patrice disse...

oh, é tão bom saber isso, pequena! também gosto imenso do teu blog :')

♥ Luciana de Mira ♥ disse...

Adorei! Beijinhos!

FAZENDO ARTE disse...

Ola querida, vim te fazer uma visitinha...
Estou com muitas novidades no meu blog.
Aguardarei sua visitinha.
www.fazendoarteleriente.blogspot.com
bjs Leila .•*♥*•.¸¸.•*♥*•.¸¸.•.¸¸.•*♥*•.