janeiro 13, 2012

Citius, altius, fortius

O vento batia-me na cara e fazia dos meus cabelos papagaios de papel e da minha blusa larga, um balão. O trilho mal se via e era insignificantemente pouco mais largo que a roda da bicicleta. Uma pequena poça aqui e outra acolá, todas elas alvos da bicicleta azul celeste do meu avô. A cor original das minhas galochas, acabou por ficar perdida no meio de toda aquela lama, assim como o azul celeste. Os pássaros fugiam em grande agitação, por cada árvore que eu ai passando. O sol apanhava-me todo o meu corpo de lado e criava uma sombra irregular, que me acompanhava em silencio, atrás de mim. Pedalava velozmente em grandes descidas e depois tirava os pés dos pedais, deixando-os suspensos no ar e por segundos, fechava os olhos. O trilho deixou de se ver algures lá para trás, mas isso não me incomodou nem muito menos me impediu de continuar.

22 comentários:

joana m. disse...

puro, gostei muito :)

Alice disse...

Gostei muito.

Sofia Moreira disse...

adorei querida :)

mariana disse...

que lindo!

mariana disse...

que lindo!

Alice disse...

Awww, obrigada mesmo *-*

Beatriz disse...

Adorei, sigo-te <3

Sofia Moreira disse...

eu acredito que sim fofinha e obrigada :)

mariana disse...

obrigado *-*

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

gosto muito do blog, sigo*

joana m. disse...

de nada querida :)

Maria Inês Rodrigues disse...

fascinante!

Fernando Gonçalves disse...

Seguindo seu blog ;)
http://carmasepalavras.blogspot.com/

Susan disse...

gostei *

Maria Inês Rodrigues disse...

mas é que e mesmo minha querida :D Sabes o que acho entao :D

Maria Inês Rodrigues disse...

Gosto disso *-*

Susan disse...

Oh obrigada minha querida *

Wellington disse...

Adorei.. seguindo vc aqui, te convido para visitar o meu:
http://belezaeatragedia.blogspot.com/
Segue láh.. bjos!!

Beatriz disse...

Obrigada fofinha, <3

patricia meneses disse...

gostei muito.

Bárbara Silva disse...

já sei o que vestir :)

Ana. disse...

Gostei muito