dezembro 11, 2011

Palavras ao Vento (carta nº 3)

Sinto saudades de escrever, mas parece que me começaram a faltar os alicerces para o fazer. Não estou com grande vontade de te fatigar novamente, com a mágoa dos meus medíocres sentimentos, tal como fiz da última vez que te escrevi, com expressões melancólicas. Agora percebo porque o levaste de mim e fico aliviada por saber que o fizeste. Mas o que me conforta verdadeiramente, é saber que tu estavas a olhar por mim e tiveste a sensatez de não deixares que nada acontecesse. Agradeço-te, tal como te agradeci na primeira carta que te escrevi, mas contrariamente, agora agradeço-te por o nada que fizeste acontecer, pelas horas de sono que me dás à noite e por tudo se ter finalmente extinguido. Deixei de sentir saudades e a presença dele já não me cativa. Estou convicta que esta é a última vez que te falo dele e que com o passar dos dias cada vez menos a imagem dele me vai acompanhar. E "embora seja a última dor que ele me causa e estes sejam os últimos versos que lhe escrevo", não me dou por esquecida que tu, Vento imprevisível, que arrastas as coisas mais estranhas para os sítios mais estranhos, não tens folga e quem sabe até onde me levarás amanhã...

(frase entre aspas e a itálico de Pablo Neruda)

15 comentários:

maria. disse...

Adorei!

m. disse...

Adorei!

cláudiagomes. disse...

está lindo princesa.

Aurora disse...

adoro princesa <3

addy disse...

adoro na mesma ehehe :D

© hurricane disse...

lindoo :P

Susan disse...

gostei do blog *

NaaGuerreiro disse...

Está realmente esplêndido !
Adoro a maneira como escreves e é incrível a força interior e a força de vontade que demonstras :)
O vento dar-te-à bons caminhos, boas escolhas ... :)

mafalda sofia disse...

gosto muito, está lindo. existem sempre razões para levarem as "coisas" de nós, na verdade, nem sempre são as mais corretas. identifico-me tanto*

M* disse...

Sigo :)

aimi disse...

ohh, tão bom saber isso <3

Susan disse...

Obrigada eu meu anjo *

cláudiagomes. disse...

eu não deixo... mas as saudades têm destas coisas.

Catt. disse...

Muito obg , sigo tmb*

sam. disse...

gostei muito do teu, também sigo*